Equipe

Dr. Guilherme Sturzeneker

Graduado em Medicina pela Santa Casa de Misericórdia de Vitória (2007-2012), realizou Residência Médica em Oftalmologia pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), concluída em 2016. Obteve o título de Mestre em Medicina pela UFES em 2017, com dissertação científica na área de Retina, Uveítes & Toxoplasmose Ocular.

Membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (2016) e da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo (2019), é atualmente preceptor do Setor de Oncologia Ocular da Escola Paulista de Medicina – Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), com ênfase em tumores oculares do segmento posterior. No ambulatório orienta casos de tumores da coróide e retina incluindo melanomas de coróide, metástases oculares, hemangiomas e tumores vasculares da retina.

Especialista em Retina e Vítreo pela Retina Clinic (São Paulo), teve treinamento clínico e cirúrgico por três anos, com ênfase no tratamento de retinopatia diabética, degeneração macular relacionada à idade, oclusões vasculares, tratamento a laser, cirurgia para descolamento de retina, buraco de mácula e membrana epirretiniana.

Experiência Internacional

Durante os anos de especialização, realizou estágios internacionais para complementar sua formação:

Em 2017, na Université de Montreal (Canadá), esteve presente em uma das primeiras cirurgias de implante da prótese retiniana Argus II (olho biônico) para reabilitação de pacientes com cegueira por retinose pigmentar.

Em 2018, no Moorfields Eye Hospital em Londres (Inglaterra), teve a oportunidade de acompanhar as pesquisas com terapia gênica com células-tronco e transplante de retina em pacientes com distrofias genéticas e degeneração macular relacionada a idade.

Em 2019, na Tufts University em Boston (EUA), acompanhou o desenvolvimento de novas tecnologias para análise de imagens de tomografia de coerência óptica (OCT), além de novos protótipos de aparelhos em parceria com o Massachusetts Institute of Technology (MIT).

Atividade de pesquisa e ensino

Em constante atualização científica, possui trabalhos publicados em revistas nacionais e internacionais, nas áreas de Retina e Oncologia Ocular. No ano de 2017, recebeu no 42º Congresso da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo o prêmio na categoria “Inovações Tecnológicas”, como co-autor do vídeo que demonstra o implante de uma íris artificial. Em 2018, junto com a equipe da EPM, recebeu no 43º Congresso da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo os prêmios nas categorias “Jovem Cirurgião” e “Vídeo do Ano”, demonstrando a técnica cirúrgica da sutura de artéria retiniana para tratamento de pacientes com tumores retinianos na doença de von Hippel-Lindau.