Agendamento
Telefone: (55) 11 3062-0517

Fotos de Nevus de conjuntiva

Nevus são pequenos tumores benignos, que geralmente conhecemos como “pintas”. Estas pintas podem estar na conjuntiva, que é a membrana que cobre a parte branca dos olhos. Estas pintas são congênitas (desde que o paciente nasce), mas as vezes só aparecem depois de alguns anos, quando a pinta fica maior ou mais escura. Na imensa maioria das vezes os nevus são tumores benignos e não são se transformam em câncer.

Podem acometer crianças, adolescentes e adultos. Se a pinta for muito aparente pode trazer prejuízo psicológico para o paciente e neste caso há vantagem na remoção.

Sintomas

Geralmente o paciente ou seus familiares enxergam o nevus na superfície do olho. É muito comum que os pais dos pacientes digam que a pinta era pequena e cresceu e ficou mais escura na primeira década de vida da criança. As vezes a pinta pode ficar inflamada e o olho da criança ficar vermelho ou incomodar. Crianças com alergia nos olhos também podem ter mais coceira no olho com o nevus.

Tratamento

O oftalmologista examina o olho e, pelas características da pinta faz o diagnóstico de nevus. A pinta é uma lesão benigna, ou seja: não é câncer. Desta maneira geralmente não é necessário remover a pinta e tentamos esperar até que a criança seja mais velha para operar. Se a pinta começa a crescer muito é recomendado que seja removida tanto por questão estética quanto para confirmar que é apenas um nevus benigno sem nenhuma célula de câncer.

Não existem colírios para resolver o problema, apenas cirurgia. No caso da pinta ser grande e causar problema estético ou problemas psicológicos para a criança, ela deve ser removida. Depois da cirurgia a pinta é enviada para o patologista que confirma o diagnóstico. Depois de removida a pinta não costuma voltar.

Hoje em dia a aplicação de laser especial pode diminuir a pigmentação do nevus diminuindo a necessidade de cirurgia.

Artigo escrito pela equipe da Clínica Belfort. Atualizado em 2018. Proibida reprodução parcial ou total sem autorização. Este artigo contém apenas informações gerais sobre doenças oculares. Este texto não substitui a avaliação por oftalmologista.